História

Em 1979, estabelecidas as finalidades principais, dava-se início, em Maio de 1980, à execução dos princípios básicos e que ficariam a fazer parte da escritura de uma Cooperativa de responsabilidade limitada sem fins lucrativos à qual se deu o nome de CERCIMARANTE, tendo como órgãos sociais: a Direção, a Assembleia-Geral e o Conselho Fiscal.Nos termos dos artigos 2º e 3º do Decreto-Lei nº 460/77, de 7 de novembro, o Primeiro-Ministro, por despacho de 26 de novembro de 1980, declarou de utilidade pública.
Com o despacho nº 13799/99 (2º série), de 23 de junho, do Ministro do Trabalho e da Solidariedade, foi reconhecida como Cooperativa de Solidariedade Social que prossegue os objetivos previstos no artigo 1º do Estatuto das Instituições Particulares de Solidariedade, aprovado pelo Decreto-Lei nº 119/83, de 25 de fevereiro.
Inicialmente o trabalho era dirigido, fundamentalmente à população em idade escolar. Atualmente, em virtude da experiência já adquirida, já se pode falar de uma consciencialização da população em geral, sobre o apoio ao cidadão com deficiência e/ ou incapacidade, colocando como base de referência um "Plano Global de Reabilitação".
Com o objetivo de abranger várias faixas etárias, diferentes graus de deficiência e fazer a integração na sociedade e no mercado de trabalho, a Cercimarante é frequentada em regime de semi-internato e internato, por pessoas com deficiência e/ ou incapacidade, não só do concelho de Amarante, mas também do concelho de Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Baião, Celorico de Basto, Cinfães, Resende e Penafiel, tendo criado diferentes serviços com atendimentos específicos: 

  1980 -  Centro Pedagógico (CP)

1989 - Centro de Formação e Reabilitação Profissional (CFRP)

1995 - Centro de Intervenção Precoce (IP)


  1995 - Centro de Atividade Ocupacionais I (CAO)

  2001 - Centro de Atividade Ocupacionais II (CAO)

  2005 - Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP)

  2009 - Centro de Atividades Ocupacionais III (CAO)

  2009 - Centro de Recursos para a Inclusão (CRI)

  2011 - Unidade Sócio-Ocupacional (USO) – aguardar acordo

  2013 - Lar Residêncial Amália Mota (LRAM)

  2015 - Estrutura Residêncial para Idosos (ERPI)

2016 - Intervenção Precoce na Infância (IPI)