Alegria, cor e talento pintaram a XIV Edição do Teatro de Rua da Cercimarante
Publicado por: Cercimarante Em: 20 de Julho de 2018

Alegria, cor e talento pintaram a XIV Edição do Teatro de Rua da Cercimarante

Luz, cor, alegria e talento foram, uma vez mais, os ingredientes-chave do Teatro de Rua da Cercimarante, que teve lugar na noite de 13 de julho, e cujo palco foi a Praça da República (Largo de São Gonçalo), em Amarante, onde a Comunidade aderiu em força, para assistir a esta atividade. 
Neste espetáculo, foi possível assistir a performances de teatro, dança e canto realizados por clientes, formandos, colaboradores, voluntários e tutores/representantes legais dos clientes da Cercimarante, mas também pelos jovens voluntários da Casa da Juventude de Amarante (CJ).
A apresentação esteve a cargo da locutora da Rádio Região de Basto (RRB), Isabel Carvalho, que, nesta edição, esteve acompanhada pelo cliente do Centro de Atividades Ocupacionais (C.A.O.), Pedro Azevedo. 
Este XIV Teatro de Rua teve início com a atuação do Grupo de Bombos do C.A.O. da Cercimarante que abriu, pelo segundo ano consecutivo, o espetáculo, percorrendo a Rua 5 de outubro até à Praça da República, animando todos os presentes. No final, homenageou a cidade de Amarante que, em novembro de 2017, foi considerada a Capital do Bombo, com o tema: “Este é o bombo. Estou a tocar! Este é o bombo e Amarante está a gostar!”. Com um ano de existência, o Grupo de Bombos do C.A.O. nasceu da paixão pelos bombos, e pela música, de clientes e alguns colaboradores, com respeito pelas tradições, e com a certeza de que, “os bombos são de todos e para todos”.   
A atuação que se seguiu foi do Centro de Recursos para a Inclusão (CRI) que, pela primeira vez, participou no Teatro de Rua, tendo escolhido as problemáticas do ambiente escolar e as questões do preconceito, da estigmatização e do bullying. O protagonista foi Leandro, um menino especial, acompanhado pelas técnicas deste Serviço e pelos pequenos “atores” da Associação “A Terra dos Homens”. Esta performance, nomeada “O Extraordinário”, mostrou também a importância da família, da amizade e de toda a comunidade escolar na luta contra a discriminação, e no ideal de uma escola verdadeiramente inclusiva.
O Lar Residencial Amália Mota (LRAM), representado pelos seus clientes e colaboradores, foi o Serviço que subiu, depois, ao palco, com uma dança intitulada “O ciclo da vida”, que mostrou que a vida é marcada pela cor e brilho do sol, mas também pela fé, pelo amor e entreajuda.
Como já vem sendo hábito, desde há cinco anos a esta parte, os pais e demais familiares dos clientes do C.A.O. juntaram-se, igualmente, a este teatro, acompanhados por alguns colaboradores, para dançarem, bem ao estilo mexicano, ao som de “La Cucaracha”.
O Centro de Formação e Reabilitação Profissional (CFRP) deu continuidade a este espetáculo com uma peça de teatro intitulada “Abriga-me”, onde se exaltou a importância do amor, da amizade e a sua relevância, no percurso individual de cada um, durante a caminhada pela vida. “Vida inconstante, atribulada, com percalços, mas apaziguada pela presença do outro. No reconhecimento do outro como espelho”. A peça contou com a participação de formandos, clientes e colaboradores do CFRP, e dos jovens voluntários da CJ.
E depois do CFRP, o regresso ao palco deu-se pela mão de um grupo de jovens voluntários da CJ, que trouxe um rap muito especial. 
A fechar esta noite de espetáculo, e perante uma extensa e calorosa plateia, foi a vez da história de Pocahontas entrar em cena, onde a natureza transmitiu uma belíssima mensagem sobre o amor proibido, entre dois mundos completamente distintos. Teve a participação de clientes e colaboradores do C.A.O., mas também de um grupo de jovens voluntários da CJ.
De realçar que, praticamente todo o guarda-roupa utilizado neste XIV Teatro de Rua foi elaborado pelas colaboradoras Fernanda Sousa, do Curso de Costureiro/a Modista, do CFRP, auxiliada pelas formandas, e por Helena Carvalho, da Área Têxtil do C.A.O., e os diversos cenários e adereços foram criados pelos jovens voluntários da CJ, e por alguns colaboradores da Cooperativa.
 
 

Próximos Eventos

More Events

Facebook