Centro de Formação e Reabilitação Profissional

Centro de Formação e Reabilitação Profissional

e-mailcentroformacao@cercimarante.pt

Objetivo:

Criado em 1989, tem como objetivo a qualificação e a integração no mercado de trabalho das pessoas com deficiência e incapacidade com idade mínima legal para prestar trabalho, através de uma formação profissional inicial e/ou contínua, promovendo ações que visem a aquisição e desenvolvimento de competências profissionais, sociais e relacionais, de forma a potenciar a integração na vida profissional e social.

 

Serviços:

IAOQE - INFORMAÇÃO, AVALIAÇÃO E ORIENTAÇÃO PARA A QUALIFICAÇÃO E O EMPREGO:

Objetivo:

Apoiar as pessoas com deficiências e incapacidades, inscritas nos centros de emprego, na tomada de decisões vocacionais adequadas, disponibilizando a informação necessária para o efeito, promovendo a avaliação da sua funcionalidade e incapacidade e a determinação dos meios e apoios considerados indispensáveis à definição e desenvolvimento do seu plano pessoal de emprego.

Destinatários:

Pessoas com deficiência e incapacidade inscritas e encaminhadas pelos centros de emprego ou centros de emprego e formação profissional, incluindo as que solicitem apoio financeiro ao IEFP para aquisição de produtos de apoio e os trabalhadores em regime de emprego apoiado para efeitos de avaliação da capacidade de trabalho

Duração:

Até 4 meses. 

 

FORMAÇÃO:

Objetivo:

Dotar as pessoas com deficiência e incapacidade dos conhecimentos e competências necessárias à obtenção de uma qualificação que lhes permita exercer uma atividade no mercado de trabalho, manter o emprego e progredir profissionalmente de forma sustentada.

Formação Profissional Inicial:

Destina -se às pessoas com deficiência e incapacidade que pretendem ingressar, reingressar ou manter -se no mercado de trabalho e que não dispõem de uma certificação escolar e ou profissional compatível com o exercício de uma profissão ou com a ocupação de um posto de trabalho.

Formação Profissional Contínua:

Destina -se às pessoas com deficiência e incapacidade empregadas ou desempregadas que pretendem melhorar as respetivas competências e qualificações visando a manutenção do emprego, progressão na carreira, reingresso no mercado de trabalho ou reconversão profissional, ajustando as suas qualificações às necessidades das empresas e do mercado de trabalho

Destinatários:

São destinatários da formação inicial as pessoas com deficiência e incapacidade que pretendam ingressar ou reingressar no mercado de trabalho e não possuam uma habilitação profissional compatível com o exercício de uma profissão ou ocupação de um posto de trabalho ou, tendo já desenvolvido uma atividade profissional, se encontrem em situação de desemprego, inscritos nos Centros do IEFP, I.P., e pretendam aumentar as suas qualificações noutras áreas profissionais facilitadoras do seu reingresso rápido e sustentado no mercado de trabalho.

Os candidatos devem reunir os seguintes requisitos:

a) Serem detentores da escolaridade obrigatória, nos termos previstos na Lei n.º 85/2009, de 27 de agosto através, designadamente:

• Da obtenção do diploma de curso conferente de nível secundário da educação;

ou,

• Independentemente da obtenção do diploma de qualquer ciclo ou nível de ensino, tenham completado os 18 anos.

b) Serem detentores da escolaridade obrigatória ao abrigo das disposições transitórias previstas na Lei n.º 85/2009, de 27 de agosto, podendo, a título excecional, abranger candidatos menores de 18 anos, desde que os estabelecimentos de ensino nos quais se encontrem inscritos comprovem a incapacidade para a frequência do mesmo.

São destinatários da formação contínua as pessoas com deficiência e incapacidade, empregadas ou desempregadas, que pretendam melhorar as respetivas qualificações visando a manutenção do emprego, a progressão na carreira ou o reingresso no mercado de trabalho, ajustando ou aumentando as suas qualificações, de acordo com as suas necessidades, das entidades empregadoras e do mercado de trabalho.

DESCRIÇÃO GERAL DA OFERTA FORMATIVA (CURSOS):

OPERADOR/A DE ACABAMENTOS DE MADEIRA E MOBILIÁRIO (Referencial de Formação Adaptado constante no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/A Operador/a de Acabamentos de Madeira e Mobiliário é o/a profissional que executa, repara e acaba, sob supervisão, elementos simples construtivos de peças de mobiliário e de outros artigos em madeira e derivados, por meios manuais e de maquinação simples, respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

COZINHEIRO/A (Referencial de Formação Adaptado constante no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/A Cozinheiro/a é o/a profissional que prepara, cozinha e emprata alimentos, sob supervisão, em estabelecimentos de restauração e bebidas, integrados ou não em unidades hoteleiras, respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

MECÂNICO/A DE SERVIÇOS RÁPIDOS (Referencial de Formação Adaptado constante no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/A Mecânico/a de Serviços Rápidos é o/a profissional que procede à manutenção, diagnostica anomalias simples, efetua a substituição e montagem de componentes de sistemas mecânicos e elétricos e procede à desempanagem e ao reboque de veículos automóveis, sob supervisão, seguindo parâmetros e especificações técnicas e respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

COSTUREIRO/A MODISTA (Referencial de Formação Adaptado constante no Catálogo Nacional de Qualificações)

Efetuar, sob supervisão, as operações de modelação, corte e confeção relativas à execução de artigos de vestuário.

ASSISTENTE ADMINISTRATIVO/A (Referencial de Formação Adaptado constante no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/A Assistente Administrativo/a é o profissional que executa, sob supervisão, tarefas administrativas relativas ao funcionamento de uma empresa ou serviço público, seguindo procedimentos estabelecidos.

OPERADOR/A DE JARDINAGEM (Referencial de Formação Adaptado constante no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/A Operador/a de Jardinagem é o/a profissional que executa, sob supervisão, tarefas relativas à instalação e manutenção de jardins e espaços verdes, tendo em conta as condições edafoclimáticas e respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

CARPINTARIA/ MARCENARIA (Referencial de Formação não enquadrado no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/a auxiliar de carpinteiro/ marceneiro é o profissional que executa, monta, repara e assenta, sob supervisão, elementos simples construtivos de peças de mobiliário e de outros artigos em madeira e derivados, por meios manuais e de maquinação simples, respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

HOTELARIA (Referencial de Formação não enquadrado no Catálogo Nacional de Qualificações)

O auxiliar de hotelaria e restauração, procede à organização e preparação do serviço de cozinha, à confeção e empratamento de refeições e sobremesas, e no respeito pelas regras de segurança e higiene, organiza/prepara o serviço de bar, prepara e serve bebidas, aperitivos e pequenas refeições à mesa e ao balcão, com supervisão.

MECÂNICA-AUTO (Referencial de Formação não enquadrado no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/a auxiliar de mecânico-auto, procede à manutenção, à limpeza e lavagem das viaturas, diagnostica anomalias simples e efetua reparações nos diversos sistemas mecânicos e elétricos de automóveis ligeiros, sob supervisão, seguindo parâmetros e especificações técnicas e respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

TECELAGEM/ BORDADOS (Referencial de Formação não enquadrado no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/a auxiliar de tecelão/ bordador é o profissional que concebe e produz/ executa, sob supervisão, tapeçarias e outros artigos têxteis, assim como bordados tradicionais e contemporâneos preparando e selecionando os equipamentos, instrumentos, materiais e matérias-primas adequados, tendo em conta as medidas de segurança, higiene e saúde no trabalho.

HORTOFLORICULTURA E JARDINAGEM (Referencial de Formação não enquadrado no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/a auxiliar de horto floricultor e de jardineiro o/a profissional que executa, sob supervisão, tarefas relativas à produção de produtos agrícolas (hortícolas, frutícolas) e produtos florícolas, e à instalação e manutenção de jardins e espaços verdes, tendo em conta as condições edafoclimáticas e respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS (Referencial de Formação não enquadrado no Catálogo Nacional de Qualificações)

O/A Auxiliar de Serviços Gerais, é o/a profissional que executa, sob supervisão, diversas tarefas de apoio, nomeadamente, serviço de estafeta, higienização dos espaços de trabalho, etc, de acordo com a atividade (comercial, industrial e serviços), relativas da entidade (privada ou pública) com ou sem fins lucrativos, respeitando as normas de proteção do ambiente, segurança, higiene e saúde no trabalho.

 

APOIO À COLOCAÇÃO:

Objetivo:

Promover a inserção no mercado de trabalho das pessoas com deficiência e incapacidade através de um processo de mediação entre as pessoas e os empregadores.

Destinatários:

Pessoas com deficiência e incapacidade, desempregadas ou empregadas que pretendam mudar de emprego, inscritas e encaminhadas pelos centros de emprego ou centros de emprego e formação profissional.

Empregadores que pretendam contratar trabalhadores com deficiência e incapacidade.

Duração:

Até 12 meses.

 

ACOMPANHAMENTO PÓS-COLOCAÇÃO:

Objetivo:

Promover a manutenção no emprego e a progressão na carreira dos trabalhadores com deficiência e incapacidade.

Destinatários:

Trabalhadores com deficiência e incapacidade, por conta própria ou de outrem, que necessitem de apoio para a manutenção ou progressão no emprego, inscritos e encaminhados pelos centros de emprego e centros de emprego e formação profissional. 

Empregadores que contratem trabalhadores com deficiência e incapacidade, em regime normal ou em regime de emprego apoiado, promovam estágios financiados pelo IEFP, IP ou contrato emprego-inserção (CEI) para pessoas com deficiência ou ainda mantenham ao seu serviço trabalhadores que tenham adquirido deficiência.

Duração:

12 meses para cada trabalhador com deficiências e incapacidades, podendo ser prorrogado até ao limite de 24 meses, em situações excecionais, designadamente, no caso de pessoas com deficiências ao nível das funções mentais, desde que devidamente justificado.